domingo, 23 de dezembro de 2007

Il Mare "Siworae"

Essa resenha é cortesia do blog:
http://cinema-para-todos.blogspot.com

Nome: Il Mare "Siworae" - 2000

Elenco: Jung-jae Lee, Gianna Jun, Mu-Saeng Kim, Seung-Yeon Jo,
Yun-jae Min

Diretor: Hyun-seung Lee

"Il Mare", ou "Siworae" em seu nome original, é um filme de 2000, dirigido por Hyun-seung Lee, e possui no elenco a atriz Gianna Jun, no papel principal. Este filme trata-se de um romance propriamente dito e que recebeu o remake americano "A Casa do Lago" em 2006, com Keanu Reeves e Sandra Bullock no elenco. Trata-se de um romance fora do comum, onde Han Sung-Hyun (Interpretado por Jung-Jae Lee), um jovem estudante de arquitetura, se muda para uma casa belíssima, construída por sua tia na beira da praia, que a nomeia de "Il Mare".

Ele encontra na caixa de correio, uma carta, supostamente de uma antiga moradora do local, chamada Kim Eun-Ju (Interpretada por Gianna Jun), uma dubladora de desenhos animados, mas que estranhamente, ela escreveu a carta tendo como data dezembro de 1999, enquanto que Sung-Hyun vive no ano de 1997, portanto, uma diferença de dois anos. Como poderia existir uma antiga moradora no local, se ele era o primeiro inquilino da casa? Como ela sabia alguns fatos ocorridos no local, se nunca esteve lá? São essas perguntas que permeiam a mente de Sung-Hyun e ele vai passando aos poucos a acreditar que se corresponde com uma estranha, mesmo com esse lapso temporal entre eles.



Os dois, aproveitando o estranho poder da caixa de correio de "Il Mare", passam a se corresponder constantemente e sabemos que Eun-ju sofre com desilusões amorosas e Sung-hyun não tem uma boa relação com seu pai, completando-se um ao outro, mas possuindo uma dificuldade de encontrarem-se e tentam de todas as formas ajudar um ao outro, tentando um possível encontro. As atuações do filme são excelentes, com uma grande química entre Gianna Jun e Han Sung-Hyun. A fotografia do filme é deslumbrante, com o cenário belíssimo da casa de praia e sua trilha sonora é outro destaque no filme, com músicas tocantes e, óbvio, românticas. Outro belo exemplar da força que tem o cinema coreano, sem dúvida. Não vi o remake americano ainda, então não posso compará-los.

Tomando exemplo desse "Ill Mare" e de "My Sassy Girl" vimos que o cinema coreano é fonte de inspiração para os americanos, obviamente esses últimos passam por uma crise de criatividade enorme, obtendo os direitos do filmes originais e às vezes até deturpando-os, enquanto que o cinema asiático em geral, transpira idéias e a cada ano somos presenteados com mais exemplares do bom cinema e que, futuramente, receberão sua versão "americanizada", com certeza. Dois filmes altamente recomendados e que mostram que o cinema coreano não se resume a apenas Chan-wook Park, Kim-ki Duk ou Joon-ho Bong.



Nota: 09.00/10.00 (Cinema Para Todos)

3 comentários:

Patrícia disse...

To louca pra ver esse filme, me recuso ver o americano hehe! =]]

Continua com o blog hein??

Desanimem nao!

Alan Ongaro disse...

Pois é Patrícia! somos dois então...

Pode deixar que o blog irá continuar sempre com novidades independente do número de visitas!

Abraço.

Natália Oliveira disse...

Eu gosto muito dessa atriz, e me interessei pelo filme! Vou assisti-lo! Muito obrigada pela resenha, e parabéns pelo blog.É excelente, além do notável conhecimento seu sobre cinema!! *-*