domingo, 9 de dezembro de 2007

Joint Security Area

A primeira resenha do Cine Korea é cortesia do blog:
http://cinema-para-todos.blogspot.com/

Nome: JOINT SECURITY AREA - (ZONA DE RISCO) 2000

Elenco: Yeong-ae Lee, Byung-hun Lee, Kang-ho Song, Tae-woo Kim, Ha-kyun Shin, Christoph Hofrichter.

Diretor: Chan-wook Park
Trailer: Youtube

Primeira resenha de 2007 tinha que ser sobre um filmaço. E tal filme que irei comentar agora, é o segundo filme do diretor coreano Chan-wook Park, mais conhecido após a realização da sua Trilogia da Vingança, composta pelos filmes Sympathy For Mr. Vengeance (Mr. Vingança), Oldboy (Esse o mais conhecido dentre o público) e Sympathy for Lady Vengeance (Lady Vingança), todos filmes de alta qualidade e que serve para nos mostrar a tamanha qualidade do cinema coreano e oriental em geral na atualidade. Exemplos não faltam: Além dos já citados, filmes como A Tale of Two Sisters (Medo) e A Bittersweet Life (Gosto da Vingança) do diretor Ji-woon Kim, Memoirs of Murder (Memórias de um Assassinato) e o sucesso The Host (O Hospedeiro) do diretor Joon-ho Bong, nos mostram que a Coréia é uma potência na arte de se fazer cinema. E muitas outras surpresas nos aguardam nos próximos anos.

Mas, voltando ao filme, ele é considerado o filme mais político do diretor, que resolveu contar uma história relacionando-se com o eterno conflito entre a Coréia do Norte e a Coréia do Sul, sendo a primeira comunista e a segunda capitalista, ou seja, uma verdadeira bomba relógio que poderia explodir a qualquer momento. Além disso, o diretor coreano mostra imenso talento nas câmeras e na narrativa, sempre nos prendendo a atenção. O filme reúne um elenco de primeira, e por incrível que pareça, muitos deles participaram dos filmes já citados anteriormente, sendo que esses filmes citados foram feitos anos depois. Por exemplo, a atriz Yeong-ae Lee faz o papel principal no outro filme do diretor Sympathy for Lady Vengeance, o ator Byung-hun Lee é o personagem principal do excelente A Bittersweet Life e Kang-ho Song, participou dos filmes Memórias de um Assassino, The Host e Sympathy for Lady Vengeance, ou seja, com um elenco desses, o diretor ganha mais ainda.


Vamos à história do filme. Um tiroteio acontece na parte Norte da fronteira entre as duas Coréias, envolvendo militares das duas partes, saindo três suspeitos da área, dois sul-coreanos e um da Coréia do Norte. Devido a tensão gerada pelo incidente, chama-se uma força neutra para investigar, a CSNN. Entra em cena a Major Sophie E. Lean (Yeong-ae Lee), nascida na Coréia, mas criada na Suiça. Ela irá interrogar os suspeitos para saber o que aconteceu naquela noite e o porquê de ter acontecido o tiroteio. A partir daí, Chan-wook Park vai mostrando, através de flashbacks, pouco a pouco o que gerou aquela tragédia. Contar mais sobre o filme é perigoso, pois poderá estragar as supresas.

A fotografia do filme é brilhante, onde todo o talento do diretor é mostrado. Os efeitos sonoros também são destaque no filme. É recomendado assistir ao filme com o volume um pouco alto, ou com Home Theater para ouvir todos os detalhes, principalmente nos tiroteios. A trilha sonora é encaixada com perfeição na hora certa, em cada parte do filme. Mas, o filme não funcionaria sem atores talentosos, para dar uma carga emocional maior ao filme, e nesse aspecto o filme ganha mais um ponto a favor. As atuações estão simplesmente impecáveis, com destaque para Yeong-Ae Lee que mostra força através de sua figura feminina e frágil, como uma major, Byung-hun Lee, que é o personagem mais dramático do filme e Kang-ho Song, que também mostra uma excelente atuação.


O diretor ainda mostra coragem ao tratar de uma assunto tão delicado como o conflito entre as duas Coréias e nos brinda com uma verdadeira mensagem anti-guerra no filme, onde ainda se tem esperança de que as duas Coréias tornem-se unificadas e que terminem os conflitos, mesmo tendos idéias tão opostas politicamente, uma sendo comunista e outra sendo capitalista. Ainda o filme tem espaço para nos mostrar uma bela história sobre amizade e o termo "Amizade sem Fronteiras" é perfeitamente encaixado aqui. A título de informação, Joint Security Area, como é mostrado no filme e em seu título, é uma área neutra criada após a Guerra da Córéia, em 1953, onde é administrada por entidades internacionais neutras a fim de manter a tranquilidade na região.

Enfim, mais uma obra-prima do diretor Chan-wook Park, que mostra uma bonita história de amizade e uma mensagem anti-guerra muito eficaz. Com todos os elogios a esse filme, não vejo motivo de não dar nota máxima a ele. Altamente recomendado. O filme foi lançado recentemente em versão dupla pela Europa Filmes, com uma caixa caprichada e com ótimos extras, que explicam a verdadeira "Zona de Risco", por exemplo. Uma verdadeira Edição de Colecionador e fica ainda mais fácil de se admirar esta bela obra cinematográfica. Comprem e assistam, não irão se arrepender. Um filme muito humano.




NOTA: 10.00/10.00 (Cinema Para Todos)
NOTA: 09.00/10.00 (Cine Korea)

Nenhum comentário: